Como fazer um briefing para criação de sites?

Precisando elaborar um orçamento de web design ou programação? Saiba como fazer um briefing para criação de sites e seja um profissional mais completo!

Briefings são essenciais – afinal, antes de começar um trabalho, você – e seu cliente – precisam estar cientes do que deverá ser feito. Se não há esse tipo de orientação, as chances de frustração de ambas as partes durante ou no final do projeto são enormes. Mas afinal, como fazer um briefing para criação de sites?

A FicaOn tem uma lista com modelos prontos para sites, blogs e lojas virtuais que é utilizada por pessoas que criam sites para seus negócios ou para negócios de outras pessoas (clientes). Sabendo disso, estamos sempre publicando dicas para ambos os casos aqui no blog. Explicar como fazer um briefing para criação de sites é uma dica útil para os dois casos!

O que é um briefing?

Resumidamente: um briefing é um conjunto de informações, instruções e detalhes a respeito de uma tarefa a ser feita. É praticamente um roteiro para profissionais da área de desenvolvimento e criação de sites.

Saiba mais: O que é briefing?

Como fazer um briefing em 5 passos

Criamos uma lista simples com 5 passos essenciais para que você possa fazer um briefing para criação de sites de maneira completa e profissional. Vamos lá!

1. Conheça a empresa

Antes de mais nada, é importante que você saiba mais sobre a empresa, sobre seu cliente em si. Qual é o ramo de atuação? Quais os principais concorrentes? Já há algum material pronto?

Converse com seu cliente e tente entender o negócio como se fosse seu.

2. Saiba o que precisa ser feito

Será apenas a criação de site ou também será necessário criar um logotipo, por exemplo? Alguma landing page? Personalização das redes sociais? Tente entender o que será preciso para o negócio em si do seu cliente.

Aliás, as dúvidas não param por aí: é imprescindível que tudo seja o mais detalhado possível. Não adianta você saber que será preciso criar um site, é preciso saber o que deverá constar no mesmo. Não pergunte quantas páginas, mas quais serão as páginas e qual o tipo de conteúdo de cada página – um site pode ter 100 páginas e ser mais simples de ser desenvolvido em comparação a um de 10 páginas, isso porque tudo depende de o que cada página terá. Um formulário de contato pode ser simples, com campos de nome, e-mail, assunto e texto… e pode ser muito complicado, com campos condicionais, exibindo opções diferentes dependendo de o que o visitante escolher, por exemplo. Detalhe tudo, não deixe nenhuma dúvida passar!

3. Participe: dê sua opinião profissional

Primeiramente, é certo que muitos clientes não sabem o que realmente precisam: alguns realmente não têm ideia de o que é necessário em um site, e outros acabam pedindo coisas desnecessárias ou até mesmo absurdas. É aí que um profissional deve intervir e dar sua opinião profissional.

Por isso, no passo acima você deve tentar entender o que será preciso para o negócio, e não apenas o que seu cliente quer. Por exemplo, se ele quer publicar vídeos em sua própria hospedagem, você deve deixar claro que isso pode ficar muito caro, já que consome muitos recursos da hospedagem – o YouTube está aí, de graça, para esse tipo de coisa, e ainda pode ser um canal de divulgação para a empresa (afinal, os vídeos aparecem nas buscas). Seja participativo!

4. Pergunte as preferências do seu cliente

Se seu cliente não tem uma identidade visual pronta, é importante que você peça algumas referências visuais para entender melhor as preferências do cliente.

É claro que não para por aí. Você precisa de referências visuais – logos que seu cliente acredita que possam combinar com a ideia da empresa, sites que ele acha que têm boa estrutura para o projeto de sua empresa etc – para entender o que seu cliente está esperando ter, mas as referências podem ser ruins ou não ser ideais para aquele tipo de negócio. Aí, novamente entra sua participação como profissional, orientando-o com soluções melhores (e explicando por quê).

5. Certifique-se de que não faltou nada: revise!

Terminou o briefing? Revise tudo para ter certeza de que não sobrou nenhuma dúvida. Não deixe faltar nada!

No final, compartilhe o documento com seu cliente para saber se ele está de acordo com tudo – deixe claro que o que você irá fazer é o que consta ali. Então, elabore a proposta com seu valor, envie para aprovação e cruze os dedos!

Criação de sites

Com WordPress você pode criar sites em minutos! Aproveite nossa seleção de templates.

Receba posts por e-mail!

Digite seu endereço de e-mail para receber notificações de novas publicações por e-mail.

Deixe seu comentário